O Que Comer Antes e Depois do Treino

Alimentação pré e pós-treino

A melhor alimentação pré-treino depende essencialmente do tipo de treinamento que será executado. Caso se trate de uma corrida, por exemplo, basta comer carboidratos. Em se tratando de musculação, o carboidrato deve vir acompanhado de uma fonte de proteína leve. Porém, se o treino for de longa duração, deve-se mesclar carboidrato, gordura e proteína. De forma geral, deve-se priorizar o carboidrato e as proteínas magras.

Antes do treino, é salutar consumir uma fonte de carboidrato que forneça energia rápida. Nesses casos, o indivíduo pode comer uma fruta ou um pequeno sanduíche, ou tomar um suco, por exemplo.

Artigo relacionado: saiba para que serve o dia do lixo.

Alimentação pós-treino

No pós-treino, o ideal é fazer uma refeição completa, com fibras (saladas, legumes etc.), carboidratos (batata, arroz etc.) e boas fontes de proteínas (frango, leite, ovos, carnes etc.). A gordura também faz parte de uma alimentação completa. Portanto, um jantar bem balanceado é uma ótima refeição pós-treino.

Ovo

O ovo não é “herói” nem “vilão”, devendo ser consumido na medida certa. A clara é rica em albumina, que é uma ótima proteína, além de conter gorduras boas. Porém, o excesso de proteína pode ser prejudicial. Já a gordura é nociva às pessoas que tenham elevados índices de colesterol. Por outro lado, não há problema em consumir ovos dentro de uma alimentação equilibrada.

Artigo relacionado: já passou dos 30 e quer ficar forte? Descubra o que fazer aqui.

Proteínas da carne, leite e soja

As proteínas da carne e do leite possuem alto valor biológico. Isso significa que são mais bem aproveitadas pelo corpo. Já a proteína da soja tem um valor biológico menor, logo, é necessário consumir maiores quantidades para alcançar o mesmo nível de absorção. Com relação ao ganho de massa muscular, as proteínas da carne e do leite são melhores. Entretanto, há diferentes correntes alimentares. Portanto, pessoas que optaram por deixar de consumir carne e leite, devem procurar auxílio de um nutricionista.

Doces

O hábito de comer doces não é um problema, desde que as calorias consumidas sejam eliminadas. A atividade física não ajuda apenas a “queimar” o açúcar e o excesso de gordura. Independentemente do peso do indivíduo, os exercícios físicos podem trazer enormes benefícios, além de permitir que o consumo de doces possa continuar.

Leitura recomendada: saiba quais são os melhores remédios para emagrecer rápido.

Comer e dormir na sequência

Existem estudos que demonstram que o cochilo tirado após o almoço exerce um fator de proteção cardíaca. O problema ocorre quando a refeição é muito “pesada”. Neste caso, dormir em seguida pode acabar prejudicando a digestão. O mesmo raciocínio é válido para o jantar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *